setembro 23, 2021
Economia

Alagoas bate a marca de R$ 1,1 bilhão em investimentos públicos realizados em 2020

É o segundo maior valor de investimento relativo do Brasil, atrás apenas do Ceará; Estado também registrou o maior crescimento do Nordeste da Receita Tributária e o terceiro maior da Receita Corrente Líquida (RCL) do país

Agência Alagoas

Alagoas é destaque nacional em investimentos com recursos próprios. O Estado bateu a marca de R$ 1,1 bilhão em investimentos públicos no ano de 2020, apesar da pandemia do novo coronavírus. Desde 2017, é registrado um crescimento significativo de investimentos com recursos próprios no Estado. Os dados foram apresentados em coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (02), na Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz).

No ano passado, o Estado de Alagoas registrou a maior taxa de redução da dívida dos entes federados, deixando de ser o 5º maior endividado para ocupar o 8º lugar. A Dívida Consolidada Líquida caiu 65% de 2015 a 2020. O Estado teve ainda o maior crescimento do Nordeste da Receita Tributária e o terceiro maior da Receita Corrente Líquida (RCL) do país.

Na área da saúde pública, foram aplicados R$ 250 milhões a mais que no ano anterior, devido à Covid-19. “Tivemos a felicidade de todos os investimentos nos hospitais já estarem consolidados, o que nos ajudou muito no enfrentamento da Covid-19. O gasto a mais em custeio na máquina de saúde foi muito significativo num ano tão duro de pandemia e isso ajudou demais a salvar vidas”, declarou o secretário da Fazenda, George Santoro.

O Resultado Primário/RCL foi o melhor nos últimos cinco anos. Despesa com Pessoal/RCL segue abaixo do limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) de 49%, sendo favorecida tanto pelo aumento da RCL quanto pela Reforma da Previdência.

“O ano de 2021 deve ter o dobro dos recursos investidos em 2020. Os auditores recém-chegados trouxeram um novo ânimo, com ideias e projetos para o desenvolvimento do Estado. Esperamos aplicar cerca de R$ 5 bilhões entre 2021 e 2022 com pagamentos efetivos desses investimentos. Deve ser o maior período de investimentos que Alagoas já teve nos últimos 30 anos”, enfatiza Santoro.

Alagoas permanece no Sistema de Garantias da União, devido à sua Capacidade de Pagamento (Capag), representada pelas notas nos Ratigns de Crédito da Standrd&Poor’s com ‘BB-’Escala Global e ‘brAA+’ Escala Nacional Brasil, além do Rating Nacional de Longo Prazo ‘AA(bra)’ da Fitch Ratings, com Perspectiva Estável.