maio 16, 2021
Desenvolvimento Urbano

Alagoas terá mais de 300 quilômetros de rodovias duplicadas até 2022

Número de estradas duplicadas até o final da gestão Renan Filho, ultrapassa, em 12 vezes, a quilometragem de rodovias duplicadas no estado até 2015

Márcio Ferreira/Arquivo
Até o final da gestão de Renan Filho, o número de estrada duplicada ultrapassa, em 12 vezes, a quilometragem de rodovias duplicadas no estado até 2015

Texto de Kaue Costa e Manuela Mattos

Desde 2019, as obras do programa Pró-Estrada garantem a Alagoas o primeiro lugar no ranking das melhores rodovias do país de acordo com a Confederação Nacional de Transporte (CNT). As duplicações de rodovias se tornaram o grande marco rodoviário da gestão de Renan Filho, que, desde 2016, investe veementemente em melhorias na segurança viária das rodovias estaduais com a reconstrução, implantação e duplicação de rodovias, permitindo a integração de municípios as suas respectivas regiões e facilitando o escoamento da produção.

Até 2015, Alagoas possuía apenas 30 quilômetros de rodovias duplicadas. Atualmente, com a gestão de Renan Filho, essa marca já foi superada, com 32 quilômetros de rodovias já entregues, correspondendo ao primeiro trecho da duplicação da rodovia AL-101 Norte, da Escola Fazendária a Jacarecica, com 1,6 quilômetro, e ao primeiro trecho da duplicação da AL-220, da Barra de São Miguel a São Miguel dos Campos, com 18,3 quilômetros, ambas na região Metropolitana de Maceió; ao trecho de 4 quilômetros da AL-110, no perímetro urbano de Arapiraca, na região Agreste; e aos 8 quilômetros da rodovia AL-145, ligando Delmiro Gouveia a Maria Bode, no Sertão.

Agora, o governo de Alagoas segue dando continuidade às obras de duplicação da AL-220 entre São Miguel dos Campos e Arapiraca, com 62,4 quilômetros de extensão e 90% dos serviços concluídos, e da AL-110, entre Arapiraca e São Sebastião, com 23 quilômetros, apenas iniciada, no Agreste. Na região Metropolitana, seguem em andamento a duplicação da AL-101 Norte, no trecho entre Jacarecica e Garça Torta, com 3,6 quilômetros e 85% dos serviços concluídos, e a implantação de rodovia duplicada da AL-405, Aeroporto – Benedito Bentes, com 12 quilômetros, com 95% dos trabalhos concluídos, na região Metropolitana de Maceió.

Além dessas, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand) e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-AL), já deram início ao processo licitatório de outras grandes obras, como a continuação da duplicação da AL-220, ligando Arapiraca a Delmiro Gouveia, com 165 quilômetros de extensão, interligando o estado de Leste a Oeste por rodovia 100% duplicada; a continuação da duplicação da rodovia AL-101 Norte, no trecho entre a Garça Torta e a Barra de Santo Antônio, com 29 quilômetros de extensão; e a duplicação da rodovia AL-115, ligando Arapiraca a Palmeira dos Índios, com 38 quilômetros de extensão.

Com as obras entregues, em andamento e planejadas, Alagoas terá mais de 300 quilômetros de rodovias duplicada até 2022, correspondendo a 12 vezes mais a quilometragem de rodovias duplicadas até 2015.

“Estamos prevendo ter duplicado aproximadamente 400 quilômetros de rodovias até o final de 2022. Alagoas se transformou num verdadeiro canteiro de obras, com reconstrução e implantação de rodovias, pavimentação de vias urbanas e, sobretudo, duplicações de estradas, que significam, além de segurança viária para população, mais progresso para todo o Estado”, afirmou Mosart Amaral, secretário de Transporte e Desenvolvimento Urbano.