setembro 27, 2021
Agricultura

Com “apitaço”, Pindorama comemora marca histórica

Blog do Edivaldo Júnior

A barulheira foi grande na Usina Pindorama. E por um bom motivo. Ao som de sirenes, buzinas e do tradicional apito da fábrica, o “caminhão do milhão” foi recebido por cooperados e colaboradores na noite de segunda-feira (8).

A marca histórica era perseguida há décadas. A superação foi e será muito comemorada daqui por diante.

Nas últimas duas safras, Pindorama se aproximou muito da meta de moagem de 1 milhão de toneladas de cana num só ciclo.

“Batemos na trave algumas vezes. Agora, a bola entrou”, comemorou Klécio Santos, presidente da cooperativa.

A marca de um milhão de toneladas de cana-de-açúcar para o beneficiamento na safra 20/21 pela fábrica é um símbolo para a cooperativa, que no passado enfrentou crises que quase levam ao seu fechamento. O fato foi comemorado por colonos, diretoria e colaboradores.

A marca representa o crescimento de 5% em relação ao ciclo anterior. No ciclo atual, a Cooperativa Pindorama contou com o excedente de 80 mil toneladas da Usina Coruripe pactuado através de parceria firmada no final do mês de fevereiro. A expectativa é que a Pindorama encerre a moagem no próximo domingo, 14, com mais de um milhão de toneladas de cana.

“Agora vamos continuar trabalhando muito, não só para manter a produção atual, mas para superar. Um volume maior de cana torna nossa usina mais competitiva, melhora nossos custos e fortalece nossa presença no mercado”, aponta Klécio.