maio 13, 2021
COVID-19

Em Arapiraca, 77% dos leitos de UTI exclusivos para Covid-19 estão ocupados

Taxa em todo o interior de Alagoas ultrapassa 70%; governador Renan Filho anuncia abertura de novos leitos e medidas de enfrentamento em coletiva nesta sexta-feira (19)

Márcio Ferreira
Governador anunciará abertura de novos leitos de UTI nesta sexta-feira (19)

Texto de Agência Alagoas

A taxa de ocupação de leitos em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para Covid-19 chegou a 77% em Arapiraca. O índice foi registrado no boletim da última quarta-feira (17) emitido pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e publicado no site www.alagoascontraocoronavirus.al.gov.br. Na segunda maior cidade de Alagoas, 36 dos 47 leitos de UTI estão com pacientes acometidos pelo novo coronavírus. Além disso, metade dos 85 leitos clínicos disponíveis no município já está ocupada.

Na média dos municípios, o percentual de ocupação em leitos de UTI ultrapassa os 70%. O índice supera a chamada “margem de segurança”, de acordo com relatório divulgado na última quarta-feira (17) pelo Observatório Alagoano de Políticas Públicas para o Enfrentamento da Covid-19, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

Em Anadia, após uma moradora apresentar a nova variante do vírus, a prefeitura publicou decreto na quinta-feira (18) que determina o fechamento do comércio, igrejas e eventos culturais pelos próximos 15 dias.

O fato ocorrido no Agreste chama atenção por se tratar, de acordo com informe da Sesau, de caso autóctone. Ou seja, como a paciente de 64 anos – que já está curada – não apresenta histórico de viagem ou de contato com alguém vindo do Amazonas ou de qualquer outro estado brasileiro, a investigação epidemiológica realizada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) indica que a mutação desta variante de SARS-CoV2 pode ter ocorrido em Alagoas.

Noutro caso, os pesquisadores encontraram a variante brasileira originária do Amazonas numa mulher de 32 anos, natural da cidade de Viçosa, com passagem recente pelo estado situado na região Norte.

Maceió – A taxa de ocupação de leitos de UTI na capital alagoana atingiu o patamar de 55%, com crescimento exponencial nos últimos três meses. Em meados novembro de 2020, uma média de 36 pacientes estava internada nos leitos de UTI da Rede Pública Hospitalar. Agora, são 76 pessoas.

Diante do panorama, que atingiu a marca de 2.900 óbitos em todo o estado, o governador Renan Filho estará ao lado dos secretários de saúde, Alexandre Ayres, e de educação, Fábio Guedes, para anunciar a abertura de novos leitos e outras medidas de enfrentamento à pandemia durante coletiva de imprensa nesta sexta-feira (19), às 9h, diretamente do Salão de Despachos do Palácio República dos Palmares. A entrevista terá transmissão on-line pelos canais oficiais do Governo de Alagoas no Facebook (Governo de Alagoas) e Instagram (@governodealagoas).