setembro 20, 2021
COVID-19

Estado tem recursos garantidos para comprar vacinas contra a Covid diretamente do Butantan


Repórter Maceió

O secretário do Gabinete Civil, Fábio Farias, afirmou nesta sexta-feira (29) que o Governo de Alagoas tem recursos garantidos para adquirir vacinas diretamente do Instituto Butantan, de São Paulo, se o governo federal não tiver condições de comprá-las em tempo hábil para imunizar a população alagoana contra o novo coronavírus.

A afirmação de Fábio Farias reforça o anúncio feito pelo governador Renan Filho, em mensagem publicada nas redes sociais na noite de ontem (28), de que o Estado de Alagoas tem interesse em adquirir vacinas diretamente do Butantan para garantir a continuidade da vacinação no estado.

“O governador já se antecipou e tem posição firme em adquirir as vacinas se o governo federal não tiver condições de comprá-las. O processo de vacinação aqui em Alagoas está com uma logística muito boa e célere. Prova disso é que estamos entre os primeiros estados no país em termos de logística. Mas dependemos, no momento, do envio dessas doses do governo federal”, afirmou Farias, ao ressaltar o apoio dos municípios para que o processo de imunização esteja acontecendo sem atrasos no estado.

A decisão de Renan Filho foi motivada pelo governo federal ter informado que poderia esperar até o mês de maio para decidir sobre a compra de 54 milhões de doses da Coronavac, desenvolvida em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

“O governador Renan Filho e outros governadores já subscreveram um documento para que o governo federal libere os Estados para comprarem o imunizante diretamente do Butantan, para que população não seja penalizada com uma longa espera”, completou Fábio Farias.

“Governador foi iluminado ao entregar hospitais”, lembra secretário

Fábio Farias destaca que o chefe do Executivo estadual foi um gestor iluminado ao entregar à população novos hospitais antes e durante a pandemia do coronavírus.

“Se o governador não tivesse entregado esses hospitais, provavelmente Alagoas poderia estar numa situação semelhante à do Amazonas e da capital Manaus ou até com um colapso pior. Outros Estados também estão com muita dificuldade em lidar com esta doença”, alertou, ao se referir aos recém-inaugurados Hospital Metropolitano, no bairro Cidade Universitária; Hospital da Mata, na região Norte do Estado, e a ampliação do Hospital da Mulher, todos eles com disponibilização de leitos exclusivos para tratamento da Covid-19, que possibilitaram a Alagoas enfrentar a doença sem superlotar os hospitais.

“Independentemente do Plano de Imunização do governo federal, Alagoas já havia elaborado com muita antecedência seu Plano Estadual de Imunização”, completou.