setembro 27, 2021
Desenvolvimento Urbano

Governo de Alagoas e ONU-Habitat ampliam acesso a dados sobre as grotas de Maceió

Disponível no AL em Dados, Painel das Grotas reúne cerca de 3100 mapas sobre as condições urbanas dos aglomerados subnormais da capital

Márcio Ferreira/Arquivo
Dados podem auxiliar ainda mais a transformar condições urbanas das grotas

Agência Alagoas

Texto de Minne Santos

Uma agenda que vem ganhando cada vez mais importância na administração pública é a de dados e informações. Aqui em Alagoas, o Governo do Estado já é referência no tema e tem priorizado, também, a ampliação dele para o aprimoramento das condições urbanas das grotas de Maceió. O resultado dessa parceria é o Painel das Grotas, plataforma interativa que reúne a maior série de dados sobre o tema no estado.

Disponível no Portal Alagoas em Dados, a ferramenta é parte de um grupo de painéis dinâmicos com informações que podem ser utilizadas para transformar a vida de muitos alagoanos. Para quem deseja entender mais aspectos da dinâmica das grotas da capital, a plataforma traz diversos dados e cerca de 3100 mapas sobre o assunto, tudo isso de forma personalizável.

“O painel funciona como diagnóstico geral e temático de fácil leitura e visualização das áreas de maior vulnerabilidade em relação à infraestrutura. Com isto, permite subsidiar a tomada de decisão dos gestores públicos, apontando quais áreas podem ser priorizadas para futuras intervenções e melhor aplicação de investimentos públicos”, explica a oficial nacional para o Brasil do ONU-Habitat, Rayne Ferretti.

Por meio da plataforma, é possível ter acesso a informações de infraestrutura e mobilidade, transporte, moradia, água, esgoto, drenagem, lixo, energia, iluminação, entre outras. Ao acessar o painel, que foi desenvolvido pela Superintendência de Produção da Informação e do Conhecimento (Sinc) da Seplag, o cidadão consegue obter todos esses dados de uma maneira interativa, aplicando filtros de busca e de visualização em gráficos e mapas e restringindo ou ampliando o panorama de informações das quais necessita.

“Nós ficamos extremamente felizes em ver o que produzimos em parceria com o Governo de Alagoas sendo disponibilizado gratuitamente para todas e todos os alagoanos de forma pioneira e fruto de muito esforço e dedicação da equipe da Seplag. Esperamos que os gestores, a academia e os diversos setores da sociedade se apropriem dessas informações e que elas sirvam como um instrumento potencializador de políticas públicas e, consequentemente, de melhoria da qualidade de vida dos maceioenses”, afirma Ferretti.

De acordo com o secretário do Planejamento e Gestão de Alagoas, Fabrício Marques, o intuito é justamente fazer com que as informações que já auxiliaram o governo a aprimorar as condições de vida nas grotas agora sejam também utilizadas por mais agentes que possam somar nessa mudança.

“A construção coletiva, a participação ativa social, é indispensável para que consigamos garantir mais avanços não só na capital alagoana, mas em todo o estado. Nosso intuito é que esses dados possam ir cada vez mais além e que sejam utilizados como base na proposição de políticas públicas assertivas para quem mais precisa”, pontua o titular da Seplag.

Para encontrar esses e outros dados sobre o estado, basta acessar o site dados.al.gov.br.