setembro 28, 2021
Polícia

Marido de advogada é morto a tiros em frente ao Forúm em Maceió, AL

Reprodução

Repórter Maceió

Um homem morreu nesta terça-feira (09), após ser baleado em frente ao Fórum de Maceió. Segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), acionado para a ocorrência, a vítima foi socorrida mas chegou sem vida ao Hospital Geral do Estado (HGE).

De acordo com o Tribunal de Justiça (TJ-AL), os tiros foram efetuados pelo italiano Pasquale Palmeri, que tinha uma audiência de conciliação marcada para 17h30 na 22ª Vara Cível da Capital – Família. Tratava-se de um processo de divórcio, que corre em segredo de justiça. Ele foi preso pela Guarda Judiciária.

Segundo informações, os disparos de arma de fogo foram efetuados no estacionamento do Fórum, após desentendimento do italiano com as advogadas do processo.

O italiano Pasquale Palmeri foi preso com mais munições, uma quantidade de dinheiro aproximada de R$ 5.700 e com fita crepe colada na placa do carro para esconder a numeração dela. As investigações podem apontar que o ataque foi planejado.

Nota OAB-AL

A OAB Alagoas informa que a vítima de disparos de arma de fogo em frente ao Fórum do Barro Duro, na tarde desta terça-feira (9), é bacharel em Direito e esposo de uma advogada que estava no local para participar de uma audiência. A Ordem salienta que o episódio de violência ocorrido durante o exercício profissional da advocacia é um atentado contra a democracia e ao Sistema de Justiça. O presidente da OAB-AL, Nivaldo Barbosa Jr., e a Diretoria de Prerrogativas estão acompanhando o caso. A Ordem se mantém vigilante na defesa dos direitos e na preservação da integridade da advocacia e da sociedade.

Nota do TJ

“Sobre o incidente ocorrido hoje (9), no Fórum da Capital, informamos que o italiano Pasquale Palmeri tinha uma audiência de conciliação, marcada para às 17h30, na 22ª Vara Cível da Capital – Família. Tratava-se de um processo de divórcio, que corre em segredo de justiça. Os tiros foram disparados no estacionamento do Fórum da Capital, após desentedimento do italiano com as advogadas do processo. A vítima, que seria marido de uma das advogadas, foi socorrida pelo SAMU e o acusado preso pela Guarda Judiciária”.