setembro 23, 2021
Economia

Pesquisa revela variação de preço de até 87% nas cestas de Natal em Maceió

No levantamento,o Procon Alagoas constatou que os valores vão de 33 a 270 reais, dependendo da quantidade de itens

Ascom Procon


Agência Alagoas
Texto de Matheus Xavier

O Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor de Alagoas (Procon/AL) divulgou, na quinta (17), a pesquisa de preços das cestas de Natal para orientar os consumidores alagoanos nas compras de fim de ano. Entre os produtos mais procurados nesta época do ano, destacam-se mais de 15 itens, cujos valores varia de R$ 33 a R$ 270.

O balanço expõe os preços e itens presentes nas cestas oferecidas por grandes supermercados da capital, direcionando o consumidor que ainda tem dúvidas sobre quais os produtos essenciais para a ceia.

Segundo o diretor-presidente, Daniel Sampaio, a expectativa é que, com a pandemia, as pessoas pensem e avaliem o que realmente é necessário servir na ceia natalina. “Aconselhamos os consumidores que não comprem pela empolgação e sim pela razão. O importante é poder compartilhar esse fim de ano com segurança e tranquilidade para evitar dívidas indesejadas em 2021”, alerta.

A data mais esperada pelo comércio deve movimentar a economia em mais de 38 bilhões de reais, só até o final deste ano. Os dados são da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo – CNC, que prevê também o aumento de 2,2% para 3,4% nas vendas somente no Natal.

COMPRAS ON-LINE

Daniel Sampaio destaca a importância dos alagoanos ficarem atentos a todo o processo antes e depois de realizar compras pela internet: “As compras não presenciais exigem algo fundamental, que é pesquisar sobre a procedência e a confiabilidade dos sites, com atenção se a loja possui CNPJ, quais as políticas de troca e entrega dos produtos, e caso o consumidor efetue a compra, que verifique e exija todos os comprovantes. Isso acaba evitando golpes e futuros problemas”, enfatiza.

As reclamações e denúncias sobre esse e outros problemas podem ser formalizadas por meio de ligações ao telefone 151 e por mensagens no WhatsApp: (82) 98876-8297. O atendimento presencial acontece na sede do instituto, na Rua do Livramento, no Centro de Maceió, ou por agendamento no site: procon.al.gov.br.