setembro 23, 2021
Tecnologia

Programa de cursos em tecnologia do Governo alcança mil jovens em apenas 15 dias

Plataforma OxeTech, que oferece cursos gratuitos na área de Tecnologia da Informação e Comunicação, passará a operar em espaços físicos no interior

Ascom Secti
São mais de 10 cursos gratuitos na área de Tecnologia da Informação e Comunicação disponíveis na plataforma OxeTec


Agência Alagoas
Texto de Geysa Miranda

“Está sendo maravilhoso fazer parte desse grande projeto que veio para alavancar o mercado de trabalho tecnológico alagoano, capacitando profissionais, estudantes e simpatizantes da área. Estou super satisfeito”, foi com essas palavras que o estudante Joalisson Ribeiro Gomes, 26 anos, natural da cidade de Coruripe e cursando “Desenvolvimento Front-End (React)”, definiu o programa OxeTech, plataforma que oferece mais de 10 cursos de capacitação na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (Tics) e em áreas correlatas, disponíveis de forma gratuita.

O programa é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação (Secti) e a startup Digital Innovation One. Em apenas 15 dias de funcionamento, já ultrapassou a marca de mil usuários alagoanos se qualificando profissionalmente em uma das áreas de trabalho que mais cresce no Brasil.

Segundo o LinkedIn, a rede social para o mercado de trabalho, em um levantamento divulgado em janeiro de 2020, entre 15 cargos mapeados nas “Profissões Emergentes”, nove estão ligados a área de Tecnologia da Informação. O relatório foi feito com os dados de usuários com perfil público e que tenham ocupado um ou mais cargos nos últimos cinco anos no Brasil. A empresa analisou quais foram as profissões com maior movimentação no período e fez o cálculo de crescimento utilizando o número de contratações e taxa de crescimento para cada uma.

Um outro dado relevante é o da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), que mostra que no Brasil são formadas apenas 36 mil pessoas com perfil tecnológico por ano, mas seriam necessários 70 mil profissionais para suprir a demanda desse mercado que não para de crescer e oferece grandes oportunidades de carreira.

Benivaldo Honório da Silva Júnior, 36 anos, que já atua na área de infraestrutura e suporte e que, por meio da plataforma Oxetech, já concluiu os cursos Lógica de programação, Primeiros passos para programar, Introdução a criação de websites com HTML e CSS3, Introdução ao Git e ao Github, e Construindo páginas para web com bootstrap, ressalta que essa oportunidade oferecida pelo Governo de Alagoas é muito importante para todos os públicos e que seria bastante oneroso fazer esses cursos.

“É uma parceria realmente incrível. Tem vários conteúdos sobre tecnologia disponíveis. Seria uma despesa muito alta fazer esses cursos e , talvez, se não fosse essa oportunidade eu não faria essa qualificação. Sem contar nas possibilidades de utilizar os conhecimentos adquiridos com as empresas locais, ou até mesmo criar para outros Estados com os bootcamps”, disse Benivaldo.

Plataforma Oxetech ganhará espaços físicos

Em breve, a Plataforma Oxetech passará a operar em espaços físicos, “Labs”, localizados nos municípios alagoanos, com o propósito de interiorizar ainda mais a tecnologia e inovação e ampliar as oportunidades para quem não tem acesso à internet com facilidade.

Segundo o secretário da Secti, Rodrigo Rossiter, esse programa será dividido em três etapas, democratizando o aprendizado em tecnologia e capacitando milhares de desenvolvedores para suprir o déficit do mercado nacional.

“O programa Oxetech Lab será dividido em três etapas. A primeira já está em execução com a plataforma em funcionamento e milhares de pessoas já se capacitando. Posteriormente, teremos os laboratórios presenciais, além da inserção dessa metodologia no plano educacional do estado de Alagoas”, explicou Rodrigo.

Um dos primeiros municípios a receberem esses laboratórios será São Miguel dos Campos. Este mês, uma equipe da Secti esteve na cidade para realizar uma visita técnica aos espaços cedidos pela Prefeitura local para instalação dos “Labs” e assinaram um Termo de Cooperação para execução do Oxetech Lab, com o objetivo de desenvolver e executar projetos e ações voltadas para qualificação e capacitação da população do município nas áreas mais diversas de programação e desenvolvimento de softwares. Os laboratórios terão computadores com acesso à internet e monitores para auxiliar nos cursos.

Vale ressaltar que o município que quiser ter os laboratórios, basta manifestar seu interesse por meio do e-mail [email protected]

Os cursos são destinados a estudantes do ensino médio e superior, profissionais da educação e profissionais em geral. Nessa primeira etapa estão disponíveis React Web Developer, Java Developer, JavaScript Game Developer, HTML Web Developer, Node.js Web Developer, Desenvolvedor Back-End PHP, Desenvolvedor Fullstack Python, Cloud Computing & Serverless, Desenvolvedor Front-end Angular, Desenvolvedor Front-end ReactJS e Especialista em Inovação Digital.