maio 14, 2021
Política

Renan retira todas as ações contra Luciano Barbosa

Em nota pública, assinada pelo presidente do diretório estadual, senador Renan Calheiros, o MDB de Alagoas anunciou que vai “retirar todas as iniciativas jurídicas adotadas até agora referentes a eleição de 2020 no município de Arapiraca, dando início a necessária conciliação política”.

De acordo com a nota, “a conciliação e a tolerância política são instrumentos imprescindíveis na busca da mais ampla convivência democrática”.

Na nota, o senador reforça que “por isso, ao atender o pedido feito por meio de carta enviada pelo atual vice-governador de Alagoas e prefeito eleito de Arapiraca, Luciano Barbosa , o MDB de Alagoas informa que fará o exercício da tolerância e contingência”.

Renan Calheiros reforça, ainda que diretório estadual “acredita que o entendimento político suplanta a necessidade de disputas judiciais”.

Com a decisão do MDB, Luciano Barbosa deve ter seu nome confirmado como prefeito eleito de Arapiraca. O julgamento do recursos sobre o registro da candidatura no TRE de Alagoas está previsto para esta semana. A decisão também deve assegurar o reconhecimento do registro também dos candidatos a vereador eleitos pelo MDB em Arapiraca, pondo fim as incertezas que marcam a eleição no município até o momento.

Carta

A nota foi divulgada pelo Diretório Estadual do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) divulgou nota, na noite desta quarta-feira (9), afirmando que, em atendimento aos pedidos do vice-governador, Luciano Barbosa, irá retirar as iniciativas jurídicas adotadas contra a candidatura sua à Prefeitura de Arapiraca, na eleição de 2020. A decisão do MDB estadual ocorreu após uma carta enviada por Luciano Barbosa enviada ao partido.

No texto, o prefeito eleito de Arapiraca pediu que fossem consideradas a vontade livre e soberana dos arapiraquenses, que o elegeram como prefeito, assim como a maior bancada de vereadores do município. Luciano Barbosa também destacou na carta a expressiva votação que o elegeu, 54,56% dos votos, e o “excelente desempenho” do partido no pleito em Arapiraca, obtidos com “esforços e sacrifícios” pessoais dos candidatos, cujo resultado destaca a importância do partido em Alagoas e a “ausência de motivação válida para seguir com a judicialização instaurada pelo Diretório Estadual”.

Ainda na carta, Barbosa solicita que o partido reconheça “com ratificação” do Diretório Nacional, a legitimidade da convenção municipal da legenda realizada em Arapiraca, que foi tornada sem efeito pelo Diretório Estadual no dia seguinte. Ele também pede a recomposição integral do Diretório Municipal, que foi destituído.

O prefeito eleito de Arapiraca pede ainda que o partido considere o provimento de todos os recursos interpostos, como a anulação da convenção, a dissolução do diretório municipal e a sua expulsão.

Em resposta, o MDB/AL afirmou, em nota pública assinada pelo presidente do partido no estado, Renan Calheiros, que irá retirar as iniciativas jurídicas e dará início a uma conciliação.

Fonte: Jornal de Alagoas com Blog do Edivaldo Junior e Cada Minuto