setembro 27, 2021
Política

Vejam as surpresas para os cargos em Alagoas

Pesquisa foi divulgada pelo Instituto Falpe

Repórter Maceió

Uma pesquisa divulgada pelo Instituto Falpe, que entrevistou cerca de três mil pessoas em Maceió e na grande Maceió, mostrou um panorama onde foi avaliado os governos federal e estadual e as intenções de votos para a corrida eleitoral de 2022.

A pesquisa tem margem de erro de 3,5% para mais ou para menos e ouviu moradores de Maceió, Messias, Rio Largo, Satuba, Pilar, Santa Luzia do Norte, Coqueiro Seco, Barra de Santo Antônio, Paripueira, Marechal Deodoro e Barra de São Miguel.

Governos federal e estadual

Para a pergunta “Você aprova ou desaprova a administração do presidente Jair Bolsonaro?”, 41% responderam que aprovam; 42% que não aprovam e 17% não opinaram.

O resultado da mesma pergunta em relação à administração do governador Renan Filho à frente do Governo de Alagoas foi: 58% aprovam; 24% desaprovam; e 18% não opinaram.

Presidência da República

Pergunta: “Desses nomes citados, em quem você votaria para presidente?”, o ex-presidente Lula liderou com 28% das intenções, seguido de Jair Bolsonaro, com 24,5%. A porcentagem dos demais nomes foi a seguinte: Fernando Haddad (5,5%); Ciro Gomes (2,75%); João Doria (1%); Guilherme Boulos (0,25%); Flávio Dino (0%); Nenhum (19,25%); e Não opinaram (18,75%).

“Desses nomes citados, em quem você não votaria para presidente?”, Bolsonaro aparece na frente no índice de rejeição, com 20,5%; em seguida, Lula, com 6,5%; Haddad (6%); Ciro Gomes (3,5%); João Doria (3%); Guilherme Boulos (1%); Flávio Dino (1%); Nenhum (19,25%); e Não opinaram (39,25%).

Governo de Alagoas

Perguntados sobre, dos nomes citados, em quem votariam para governador, o deputado Davi Davino Filho lidera com 32%; o ex-prefeito de Maceió, Rui Palmeira, vem em seguida, com 15,5%; o senador Rodrigo Cunha obteve 12%.

Os números seguem com o deputado estadual Antônio Albuquerque (3%); Ricardo Barbosa (0,75%); o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Victor (0,5%); Josan Leite (0,5%); Nenhum (18%); e Não opinaram (17,75%).

No índice de rejeição (dos nomes citados, em quem você não votaria para governador), Rui Palmeira teve 15%; Antônio Albuquerque (12%); Davi Davino Filho (5%); Rodrigo Cunha (4,5%); Marcelo Victor e Ricardo Barbosa (3% cada); Josan Leite (1,75%); Nenhum (18%); e Não opinaram, 37,75%.

Senado

“Desses nomes citados, em quem você votaria para senador?”, Renan Filho obteve 24,5% das intenções de votos; o senador Fernando Collor ficou com 24%; e o deputado federal Arthur Lira, com 7,5%. Nenhum (23%); e Não opinaram (21%).

Quando o questionamento foi em quem você não votaria para senador, Arthur Lira aparece com 14%; Fernando Collor (8,5%); Renan Filho (7%); Nenhum (23%) e Não opinaram (47,5%).

Câmara e Assembleia

A pesquisa também analisou as intenções de votos dos eleitores de Maceió e da grande Maceió para deputado estadual e deputado federal, mas 78,5% dos entrevistados não responderam à pergunta e “Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para deputado federal?”.

Entre os que responderam, 4,5% apontaram o deputado federal Sérgio Toledo; Marx Beltrão (4%); João Caldas (3%); o prefeito de Pilar, Renato Rezende (2,5%); o deputado federal Nivaldo Albuquerque (2,5%); o deputado federal Isnaldo Bulhões (1,5%); a ex-prefeita Santana Mariano (0,5%); o prefeito de Marechal Deodoro, Cacau (0,25%); a ex-deputada federal Rosinha da Adefal (0,25%); a vereadora por Maceió, Olívia Tenório (0,25%); Alay Paranhos (0,25%); Renan Filho (0,25%); o ex-vereador Lobão (0,25%); o vereador Kelmann Vieira (0,25%); o deputado federal Paulão (0,25%); a deputada federal Tereza Nelma (0,25%); André Janones (0,25%); Maurício Quintella (0,25%) e Givaldo Carimbão (0,25%).

Para deputado estadual, o número de pessoas que não opinaram em relação à pergunta espontânea sobre em quem votariam se as eleições fossem hoje, também foi alto (74,75%). Os nomes citados foram os das deputadas estaduais Fátima Canuto (5%); Cibele Moura (2,75%) e Flávia Cavalcante (2,5%); seguidas de Jarbinhas (2,5%); Cícero Filho (2%); Dudu Ronalsa (1,5%); Luiz Pedro (1,5%); Francisco Tenório (1%); Léo Loureiro (0,75%); Ângela Garrote (0,5%); Antônio Albuquerque (0,5%) e Gilberto Gonçalves (0,5%).

Os demais citados aparecem com 0,25% cada: Cabo Bebeto; Cacau; Ricardo Nezinho; Paulo Dantas; Marcos Madeira; Carimbão; Davi Davino (vereador); Marcos Barbosa; Thales Diniz; Henrique Vilela; Aparecida do Luiz Pedro; Lobão; Francisco Sales; Kelmann Vieira; Fernando Holanda; Hugo Wanderley e Márcia Vilela.